Como evitar contaminação por bactérias nos serviços de alimentação?

Você já ouviu falar em contaminação cruzada?

Trata-se da transferência de microrganismos patogênicos, podendo ser direta, ou seja, de um alimento para outro, ou indireta, quando a contaminação passa de um utensílio para o alimento.

Essa questão deve ser problematizada, uma vez que a cada ano, uma a cada 10 pessoas são acometidas por DTAs, representando um problema de saúde pública.

Para evitar, algumas medidas podem ser adotadas, conforme segue abaixo:
✔️ Lavar adequadamente as mãos após manusear alimentos crus
✔️ Higienizar de forma criteriosa os utensílios e equipamentos
✔️ Separar alimentos crus de outros alimentos
✔️ Utilizar utensílios separados para alimentos crus e cozidos
✔️ Realizar o armazenamento dos alimentos em embalagens fechadas, evitando o contato entre crus e cozidos
✔️ Atentar-se aos uniformes dos funcionários, os mesmos devem estar limpos
✔️ Implementar uma rotina de análises microbiológicas dos alimentos, mãos, superfícies e ambientes

A contaminação cruzada, revela-se como um desafio, visto a dimensão que a mesma pode ocupar, contudo existem formas eficazes de impedir ou mitigar esse problema, como a inserção das Boas Práticas estabelecidas pela RDC n°216/04 da Anvisa. Por meio disso, os estabelecimentos devem estar atentos a essas ferramentas de forma a garantir um alimento seguro.

Como evitar contaminação por bactérias nos serviços de alimentação?
Precisa de ajuda? WhatsApp